Início
NOTÍCIAS
21/05/2012
Apicultura é comemorada na Câmara de Cuiabá
Divulgação
Trabalho de abelhas para a produção de mel

Em alusão ao dia 22 de maio, data em que se comemora o Dia do Apicultor - o criador de abelhas melíferas ou produtoras de mel, a Câmara de Cuiabá expõe, nesta semana, produtos derivados do mel chamando à atenção da população para seus benefícios à saúde.

Apesar de se configurar como 13˚ produtor de mel no mundo, o Brasil é o terceiro em exportação, sendo muito mais conhecido como fornecedor de mel do que consumidor. Para o produtor e consultor apiário, José Catarino Mendes, da Biomendies, “falta uma conscientização da sociedade para mudar essa visão do mel como remédio. O mel é um excelente alimento”, defendeu.

A produção de Mendes, que soma 93 colméias na região do Pantanal, chega a produzir quatro toneladas por ano, através das Abelhas Africanizadas. Ela é resultante do cruzamento de abelhas européias, trazidas ao Brasil pelos portugueses, com as africanas, introduzidas no país na década de 50 para a promoção de pesquisas. A mistura genética rendeu maior produtividade e saúde à espécie.

Visto como anti-inflamatório, por conter uma substância chamada Inibina (antibiótico natural), o mel é utilizado até em produtos de beleza, mas deve ser consumido diariamente como alimento, em todas as idades. Constituído de frutose e glicose, o mel é de fácil digestão, além de fonte de carboidratos e vitaminas do complexo B e sais minerais.

O mel agrega diversos benefícios ao organismo por promover a sua desintoxicação, a neutralização de toxinas e ainda combater o estresse e o cansaço. Além disso, ele se iguala aos alimentos orgânicos, já que não utiliza agrotóxico e sempre é cultivado em harmonia com o meio ambiente, sem gerar resíduos.

Pesquisas recentes demonstram que a parceria entre a produção agrícola e a apicultura pode gerar bons negócios. No Mato Grosso, aliando às abelhas, como polinizadoras naturais, o cultivo de girassóis, houve um aumento de 20% no volume de óleo (favorecendo o biodiesel) e, em 25% no volume de sementes. Neste caso, o maior cuidado do produtor é com o uso de inseticidas, que podem levar à morte das larvas, estagnando a produção melífera.

O mel e seus derivados, como própolis, geléia real, pólen, mel composto – inclusive o anti-fumante que acaba com pigarros, além do mel em sachê e os spray´s, estão disponíveis para comercialização no saguão da Câmara. A exposição segue até sexta-feira (25).

Luciana Oliveira Pereira



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
13/12 - Catracas biométricas geram mais segurança ao legislativo da capital
13/12 - Saad tem três projetos de sua autoria aprovados pela Câmara Municipal
13/12 - Projeto cria cadastro para impedir ligações indesejadas de telemarketing
13/12 - Após indicações da Câmara, Escola Municipal do Parque Atalaia é completamente reformada e ampliada
13/12 - Vereador Dr. Xavier diz que "2020 é um ano de autêntica reviravolta política"
12/12 - Professor Mário Nadaf forte candidato ao Senado
12/12 - Saad tem três projetos de sua autoria aprovados pela Câmara Municipal
12/12 - Projeto cria cadastro para impedir ligações indesejadas de telemarketing
12/12 - Projeto cria Dia Municipal das Doenças Inflamatórias Intestinais Crônicas
12/12 - Após indicações da Câmara, Escola Municipal do Parque Atalaia é completamente reformada e ampliada
12/12 - Lunáticos do Asfalto recebem Moção de Aplauso do vereador Adevair Cabral
12/12 - Câmara realiza ação voltada para o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.