Início
NOTÍCIAS
04/11/2011
Lei Orçamentária de Cuiabá para 2012 prioriza social e investimentos em infraestrutura

A área social, principalmente saúde e educação, recebe prioridade absoluta na Lei Orçamentária Anual (LOA) de Cuiabá. Há também previsão de investimentos em infraestrutura, mobilidade urbana e habitação, com ênfase para regularização fundiária. É o que ficou entendido da Mensagem 060/11 do Poder Executivo, com a LOA para 2012, discutida em audiência pública, no plenário do Palácio Paschoal Moreira Cabral, na manhã desta sexta-feira (04/11), sob coordenação da Comissão de Economia e Fiscalização da Execução Orçamentária da Câmara Municipal.

A coordenadora de Orçamento da Secretaria Municipal de Planejamento, Simone Emília Neves, explica que a prioridade ao social é uma característica da administração Chico Galindo, com receita estimada em R$ 1,39 bilhão. Ela recorda que, antes de chegar à Câmara, o projeto foi previamente discutido nas comunidades, com o movimento comunitário e organizações sociais.

O vereador Chico 2000 (PR), presidente da Comissão de Economia e Fiscalização da Execução Orçamentária do Poder Legislativo, entende que, em duas audiências, ficou bem claro o propósito do debate: enriquecer a proposta do Executivo.

“É importante essa discussão, para que ninguém possa alegar ignorância nem dizer que o projeto foi votado sem abertura para a sociedade organizada se manifestar. Fizemos duas audiências públicas e, obviamente, que deseja o bem de Cuiabá, participou”, argumenta Chico 2000. 

Segundo ele, a Câmara de Cuiabá está contribuindo para que a Lei Orçamentária seja transformada em instrumento de melhoria sócio-econômica. “A função do poder público está sendo exercida em sua plenitude, como fomentador da melhoria da qualidade de vida”, justifica Chico 2000.

O presidente da Câmara, vereador Júlio Pinheiro (PTB), que participou da elaboração e discussão da proposta orçamentária, com o movimento comunitário, quando prefeito em exercício, endossou que houve amplo debate na LOA para 2012. “Tudo indica que será um dos projetos mais democráticos dos últimos tempos”, avalia Júlio Pinheiro.

Presente à audiência, o segundo vice-presidente da Câmara, vereador Antônio Fernandes (PSDB), acredita que poucas vezes foram oferecidas tantas oportunidades para que a comunidade apresentasse sugestões à Lei Orçamentária.  “É importante para que haja a voz das bases sociais”, pondera Fernandes.

O vereador Lúdio Cabral (PT) alertou para o risco de Cuiabá perder recursos do saneamento. E o vereador Domingos Sávio (PMDB) pediu transparência na discussão da Planta Genérica de Valores do futuro Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), a ser votada em dezembro. 

Adrielle Piovezan com Ronaldo Pacheco



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
26/11 - Vereador apresenta projeto que cria Programa de Prevenção a Endometriose na Rede Municipal de Educação
26/11 - Dia Internacional de Luta Contra a Violência à Mulher foi tema de Sessão Solene
26/11 - Câmara derruba vetos do Executivo a dois projetos de lei
26/11 - Vereadora defende fortalecimento das políticas públicas de proteção à mulher
25/11 - Patrolamento e limpeza de ruas e praças são temas de indicações
25/11 - Servidores da Câmara participam de curso de formação de brigadistas
25/11 - Vereador cobra melhorias no serviço terceirizado pela Águas Cuiabá
25/11 - Câmara assina convênio com Colégio Adventista e garante desconto para servidores
25/11 - Projeto garante instalação de aferidor de esgoto em residências de Cuiabá
24/11 - Vereador viaja em comitiva com prefeito e secretária para cobrar pautas da Saúde
24/11 - Vereador apresenta anteprojeto sobre regularização fundiária
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.