Início
NOTÍCIAS
07/05/2019
Continua falta de remédios no PS vereador Dilemário faz denúncia ao MP
O vereador Dilemário Alencar (PROS) apresentou denúncia ao Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) nesta terça-feira (7), encaminhando documentos assinados por médicos que trabalham no Pronto-Socorro de Cuiabá e relatam a continuidade da falta de remédios e insumos básicos.

“É um absurdo essa contínua falta de medicamentos. É preciso uma urgente fiscalização por parte do Ministério Público e do Tribunal de Contas, pois já cobramos diversas vezes o secretário de Saúde quanto a essa falta de medicamentos, mas cada dia a coisa se agrava”, disse o vereador.

Dilemário informa que recebeu documentos assinados por médicos, com data do último sábado (04/05), relatando que está faltando perfurador no centro cirúrgico do Pronto-Socorro, o que tem impossibilitado o atendimento de pacientes com fraturas.  

Os documentos também apontam que está faltando insumos básicos, como luvas, esparadrapo, seringas, sondas e morfina na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Já na UTI pediátrica está faltando diversos medicamentos para atender as crianças. 

“Deixar faltar remédios básicos na UTI Pediátrica e em outros setores vitais é muito descaso e insensibilidade.  Passou da hora dos órgãos de controle ir fundo na fiscalização para saber como está sendo gasto o orçamento da Secretaria Municipal de Saúde, que, junto com a Empresa Cuiabana de Saúde, tem orçamento de quase R$ 900 milhões para este ano. É inadmissível o gestor municipal com todo esse recurso, deixar faltar luvas e seringas no Pronto-Socorro”, pontuou o vereador cuiabano.

O vereador também denunciou o caso ao Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e disse que vai solicitar que a Mesa Diretora da Câmara atenda requerimento de sua autoria, convocando o secretário municipal de Saúde para dar esclarecimentos sobre a falta de medicamentos.

“Protocolei hoje, junto ao Ministério Público, mais uma denúncia de falta de medicamentos no Pronto-Socorro. Vou protocolar também junto ao conselheiro do Tribunal de Contas responsável pela análise dos gastos da prefeitura. Nas representações solicito que, de forma urgente, seja feita uma fiscalização nos gastos da Secretaria Municipal de Saúde, pois essa contínua falta de medicamentos está inviabilizando o exercício da medicina e colocando em risco a vida de centenas de pessoas todos os dias”, concluiu Dilemário.

Gabriel Soares | Assessoria Vereador Dilemário Alencar



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
22/01 - Vereador Clebinho continua investindo nos bairros da capital sobretudo na Região Oeste
22/01 - Isenção de água e esgoto para entidades passa por regulamentação
22/01 - Câmara de Cuiabá aprova o programa “Bem Morar” reduzindo a falta de qualidade habitacional
21/01 - Lei garante isenção de taxas de concursos para mães de crianças com microcefalia em Cuiabá
21/01 - Chico acredita que mais de R$ 300 mi em impostos foram sonegados da Capital nos últimos 5 anos
21/01 - Câmara de Cuiabá aprova reestruturação do Conselho do Idoso
21/01 - Vereador destina R$ 300 mil ao Hospital do Câncer e ao Hospital Santa Helena
21/01 - Chico acredita que mais de R$ 300 mi em impostos foram sonegados da Capital nos últimos 5 anos
21/01 - Vereador destina R$ 300 mil ao Hospital do Câncer e ao Hospital Santa Helena
21/01 - Câmara de Cuiabá aprova reestruturação do Conselho do Idoso
21/01 - Lei garante isenção de taxas de concursos para mães de crianças com microcefalia em Cuiabá
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.