Início
NOTÍCIAS
19/09/2012
Palestra espírita retrata o amor
Na manhã desta quarta-feira (19), na Capela da Câmara Municipal de Cuiabá, o tema do Amor foi abordado em uma palestra espírita, que foi ministrada por Ottoni Cezar Soares, integrante da Associação Espírita Joana D’Ark, localizada no bairro 1º de Março, em Cuiabá. 

Em sua narrativa inicial, o palestrante citou o Evangelho de São Matheus (Cap. XXII, vv. 34 a 40.) para delimitar o assunto em três eixos: o amor a Deus; o amor a si mesmo; e o amor ao próximo. Conforme o Evangelho citado, um doutor da lei questionou a Jesus Cristo: “- Mestre, qual o grande mandamento da lei? - Jesus lhe respondeu: Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito. - Esse é o maior e o primeiro mandamento. - E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. - Toda a lei (...) se acha contida nesses dois mandamentos”. 

“O Amor é o caminho para o qual toda a humanidade converge desesperadamente”, teriam atestado os espíritos evoluídos aos Codificadores do Espiritismo, também denominado de Doutrina Espírita. Dentre os mais célebres mentores, figura Hippolyte Léon Denizard Rivail, conhecido mundialmente sob o pseudônimo de Allan Kardec, autor da obra “O Evangelho Segundo o Espiritismo”. 

Ottoni recorreu às teorias dessa obra e também de outros teóricos espíritas para discorrer sobre as máximas morais de Jesus Cristo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida.
Sobre esse aspecto, tratou da importância do diálogo nas relações conjugais, evidenciando que os casais que vivem em harmonia têm maior probabilidade de constituir famílias equilibradas e, consequentemente, criar seus filhos em meio às virtudes. Logo, aqueles que crescem embasados em tais princípios, possuem uma inclinação natural para reproduzir os principais mandamentos da “Divina Lei”, que se sintetizam em amor. 

A teoria espírita, que aborda com veemência a inevitável “Lei Cósmica da Reencarnação”, assevera que a transgressão a tais princípios refletem em “penalidades” a quem as comete.
Pelos conceitos da reencarnação, a alma é imortal e o indivíduo, após sua morte, retorna ao mundo físico quantas vezes for necessário para “corrigir as falhas que executou em vida”.
Reencarnação significa, portanto, a volta do espírito à vida corpórea, mas num outro corpo, sem qualquer espécie de ligação com o antigo.

Conforme explanou o palestrante, “todo o universo conspira em favor da nossa evolução”. Para ele, “tentar contra a Criação, contra o próximo ou contra a própria vida é, no mínimo, uma ingratidão a tudo isso”.

Tapaiúna Fraga



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
22/02 - Nota de Pesar |Hermenegilda Siqueira Silva
21/02 - Arquivo Geral receberá nome do Vereador Clovito Hungueney
21/02 - ONG faz do apito arma contra importunação sexual no Carnaval
21/02 - Vereador Renivaldo Nascimento realiza atendimentos externos
21/02 - Dr. Xavier: "Nova ponte do Taquaral {Terra Vermelha} é conquista nossa em prol dos produtores familiares"
20/02 - Vinicyus indica à inserção de estagiários de educação física nas academias ao ar livre
20/02 - Câmara de Cuiabá paga salário de fevereiro
20/02 - Parlamento Cuiabano abre diálogo em apoio aos técnicos da educação
20/02 - Câmara aprova 33 requerimentos durante sessão desta quinta, dia 20
20/02 - Ex-vereadores e ex-servidor serão homenageados pela Mesa Diretora
20/02 - A pedido de Luis Claudio, Câmara poderá criar Frente Parlamentar ligada a saúde
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.