Acessibilidade
Início

NOTÍCIAS
25/06/2019
Vereador defende uso de tinta inseticida para conter avanço de doenças causadas por mosquitos
Câmara Municipal de Cuiabá
O vereador Vinicyus Hugueney (PP) apresentou um Projeto de Lei que visa obrigar o município a utilizar uma tinta inseticida nas paredes e tetos das unidades de Saúde e da Educação de Cuiabá. A proposta, apresentada em Plenário na sessão desta terça-feira (25) visa a adoção de mais um método para a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos, como o Aedes aegypti, responsável pela proliferação de moléstias como dengue, febre chikungunya, zika e febre amarela.

Hugueney destaca que a tinta inseticida elimina insetos por contato, sejam aranhas, moscas, baratas e mosquitos, e, além disso, contribui para a melhoria da higiene e eliminação de fatores alérgicos. “Esta tecnologia é empregada em diversos países do mundo, como França, Espanha e Polônia, além de localidades com clima muito parecido com o nosso como Gana, Burkina Faso, Moçambique e Cabo Verde, entre outros países”.

Levantamento recente realizado pelo Ministério da Saúde aponta Cuiabá como uma das cidades com alto risco de aumento das doenças geradas pela picada do Aedes aegypti.  Somando aos outros municípios de Mato Grosso, a situação também é preocupante. Isso porque o número de casos de dengue, doença mais comum transmitida pelo mosquito e que em alguns casos pode levar à morte, passa de 100 a cada 100 mil habitantes.

Por conta disso, pontua o parlamentar, é importante a adoção da tecnologia, que ajudaria e muito a baixar os níveis atuais. “É um dever do Poder Público a adoção de medidas que visem assegurar a prevenção e diminuir o risco da proliferação de doenças. Justamente por isso, cumprindo com nosso papel constitucional, decidi apresentar este Projeto de Lei, fazendo assim a minha parte na luta contra estas doenças”.

A tecnologia prevê que o inseto, ao entrar em contato com a superfície pintada com a tinta especial, acabe recebendo, por suas patas, o princípio ativo que compõe o inseticida fazendo com que ele morra em até 24 horas. “A liberação do veneno não afeta em nada a saúde das pessoas, ou seja, não há nenhum risco. O veneno só é liberado com o contato dos insetos nas paredes e tetos”.

A proposta apresentada pelo vereador vai tramitar pelas comissões que integram a Câmara Municipal de Cuiabá antes de serem apreciadas em Plenário pelos demais vereadores.


Imprimir Voltar Compartilhar:   Share




+ Notícias
24/05 - Edna participa de audiência sobre centro histórico realizada por Lúdio Cabral
24/05 - Líderes evangélicos recebem homenagem do vereador Eduardo Magalhães
24/05 - Audiência presidida por Chico 2000 debate focos de incêndios e risco de seca extrema
24/05 - Dídimo Vovô se compromete a resolver erosão no prolongamento do Parque Cuiabá
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Brasão de Cuiabá
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone:(65) 3617-1500
secom@camaracuiaba.mt.gov.br - Desenvolvimento: STIT - Todos os direitos reservados © 2023
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 18:00hs.