Acessibilidade
Início

NOTÍCIAS
19/02/2008
Saúde, transporte, violência e PAC foram discutidos na 1ª sessão da Câmara
Secom Câmara/CBA
Vereadores em Sessão Plenária
Durante o grande expediente da primeira sessão ordinária de 2008 da Câmara Municipal de Cuiabá os vereadores falaram sobre a violência na Capital, sobre a fiscalização das obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), as condições da saúde pública entre outros.

A vereadora Enelinda Scala (PT) leu a carta da escritora e pesquisadora da Academia Mato-grossense de Letras, Elizabeth Madureira que reclama da violência e insegurança que se instaurou no bairro Boa Esperança.

A vice-líder do Partido dos Trabalhadores no Legislativo Municipal falou também sobre o papel dos vereadores e da população de fiscalizar as obras do PAC de rede de esgoto e de água que atinge 28 bairros na Capital. Enelinda chamou a quem possa interessar para participar de reunião na próxima quinta-feira (21), às 19h no auditório Batatão da UFMT onde promotoras do Ministério Público irão ensinar a população como fiscalizar as obras e identificar se tem qualidade e o quanto ela pode custar.

O vereador Francisco Vuolo (PR) e o vereador Edivá Alves (PSDB) apresentaram requerimento solicitando audiência pública para discutir o programa “Prefeito Amigo da Criança” da Fundação Abrinq em parceria com a prefeitura de Cuiabá. “É importante nos aproximarmos da sociedade com discussões importantes como esta”, afirmou Vuolo.

Vuolo aproveitou o momento para falar sobre seu projeto de acessibilidade sugerindo que os elevadores dos edifícios públicos em Cuiabá indiquem por meio sonoro o andar em que se encontra, o que beneficia os deficientes visuais.

Outro assunto abordado pelo vereador foi sobre a reunião que terá em Brasília com Bernardo Figueiredo, assessor direto da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para se discutir a questão da Ferrovia Vicente Vuolo. Vuolo diz que o início das obras da ferrovia entre a região de Alto Araguaia e Rondonópolis foi liberada para março, porém o vereador luta para que a ferrovia se estenda até Cuiabá.

O vereador Lúdio Cabral (PT), criticou a situação da saúde na Capital, da falta de estoques de vacina contra a febre amarela, da falta de profissionais, do grande número de medicamentos vencidos depositados pela prefeitura no Lixão e do Laboratório Central da cidade que após reformado não voltou a funcionar, segundo o vereador por decisão política do prefeito. “São três anos e dois meses de mandato do prefeito Wilson Santos e ainda não começou a sua gestão na área da saúde. Todos esses fatos evidenciam o despreparo do sistema de saúde na capital”, afirmou.

Assessoria: Secom CâmaraCba/Glaucia Colognesi



Imprimir Voltar Compartilhar:   Share




+ Notícias
22/09 - Presidente da Câmara celebra parceria entre Prefeitura e Governo Federal no combate à fome
22/09 - Sessão itinerante celebra 94 anos do Coxipó da Ponte
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Brasão de Cuiabá
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone:(65) 3617-1500
secom@camaracuiaba.mt.gov.br - Desenvolvimento: STIT - Todos os direitos reservados © 2023
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 18:00hs.