Início
NOTÍCIAS
03/05/2012
Comunidade católica quer retorno de feriado no Dia da Imaculada Conceição
Luiz Alves
Padre Evandro Balena, da Paróquia São João Bosco
O padre Evandro Balena, da Paróquia São João Bosco, no bairro Cidade Alta, fez uso da tribuna livre da Câmara Municipal de Cuiabá, na sessão desta quinta-feira (03), para explanar aos vereadores e à sociedade sobre o Dia da Imaculada Conceição, comemorado no Dia 08 de Dezembro.

Esta data permaneceu como feriado em Cuiabá durante 36 anos, através da Lei n° 1.077, de 02 de abril de 1968. Com a aprovação da Lei Municipal n° 4.672, de 02 de dezembro de 2004, a tradicional data para a comunidade católica da Capital foi transformada em ponto facultativo.

Agora, o líder religioso sugere a revogação desta lei, com a consequente aprovação de uma nova lei que novamente institua o Dia 08 de Dezembro como feriado municipal.
O Padre Evandro diz que a Imaculada Conceição faz parte da herança histórica e cultural luso-brasileira. Conforme ele, “o Cristianismo foi uma condição para que as Bandeiras acontecessem, uma vez que os sertanistas se sentiam encorajados a desbravar os rincões de Mato Grosso graças à fé que devotavam à Igreja e à Santa”. O Padre lembrou, também, que a Praça Bispo Dom José, no centro de Cuiabá, já fora denominada de Largo da Conceição.
Ainda, enfatizou que “os feriados nunca são a mais e não trazem prejuízo ao nosso comércio local”.  

Para ele, o feriado favorece as atividades turísticas. Se por um lado o comércio estabelecido deve fechar suas portas neste dia, por outro lado determinados setores – também comerciais – se beneficiariam com a data. É o caso, por exemplo, dos trabalhadores informais, que teriam um dia a mais no ano para ganharem seu sustento.

Em consonância, tramita no Legislativo cuiabano um projeto de lei de autoria do vereador Totó Cesar (PTB) que pretende declarar como feriado municipal o Dia 08 de Dezembro, em homenagem à Imaculada Conceição de Maria. O parlamentar afirma que seu projeto de lei reflete um anseio popular, pois os dispositivos da Lei Municipal 4672/2004 consternou a comunidade católica cuiabana, que agora pede pela redefinição do feriado, ante sua revogação.

O dogma da Imaculada Conceição de Maria foi definido há mais de 150 anos. Pela doutrina católica, a mãe de Jesus foi preservada do pecado original desde o primeiro instante de sua existência. Nascida, há mais de dois mil anos, na Palestina, Nossa Senhora teve como pais São Joaquim e Santa Ana, tendo sido concebida sem a mancha do pecado original.     
                                                            
A maternidade divina de Maria é a base e a origem de sua Imaculada Conceição. A razão de Maria ser preservada do pecado original reside em sua vocação: Ser Mãe de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Por esta razão, a data da Imaculada Conceição tem significado fundamental para os católicos, uma vez que reforça a santidade de Nossa Senhora.

Tapaiúna Fraga



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
27/01 - Solenidade de instalação de sessão acontece na próxima quinta-feira
26/01 - Nota de Pesar | Maria da Glória Costa Marques Corbelino
24/01 - Vereadora Maysa Leão destaca campanha para doação de material escolar
24/01 - Vereador garante criação do Banco de Cadeiras de Rodas em Cuiabá
23/01 - Presidente da Câmara participa da 38ª Corrida de Reis
20/01 - Vereadora Maysa Leão participa de reunião do Comitê que discute processo de desativação do aterro sanitário de Cuiabá
20/01 - Vereador realiza ações sociais em prol da comunidade carente
19/01 - Presidente da Câmara de Cuiabá, confirma o retorno das sessões itinerantes aos líderes comunitários
19/01 - Nota de Pesar| Professor Bolanger José de Almeida
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.