Início
NOTÍCIAS
26/06/2018
Presidente da CPI espera total colaboração da área de Saúde
Brunna Maria - CMC
O vereador Abílio Júnior, presidente da CPI da Saúde, enfatizou na primeira reunião da equipe parlamentar (ontem, 25) a importância de não ocorrer obstrução no desenvolvimento dos trabalhos. "Qualquer servidor da Saúde, incluindo a diretoria, secretário e assessores diretos, “pode e deve colaborar fornecer as informações requisitadas”, disse o parlamentar. Isso inclui, aponta, “não chamar a polícia para os vereadores, conforme já aconteceu comigo”.

Conforme Abílio, a CPI da Saúde instaurada pela Câmara quer colocar as denúncias que envolvem as unidades clínicas administradas pela Prefeitura em pratos limpos. “Estamos atuando, enfim, para melhorar o atendimento no município.A comissão irá seguir parâmetros estritamente técnicos no desenvolvimento dos trabalhos. Mesmo porque Saúde é algo sério demais, não pode jamais ser objeto de interesse politiqueiro”.

 Para o vereador e médico Ricardo Saad, relator da CPI, esse procedimento é mais uma ação conjunta dos parlamentares em defesa da população, a fim de que os munícipes tenham um bom atendimento ao procurarem os serviços SUS nas unidades do município cuiabano. “Que ali eles encontrem medicamentos, vagas, médicos de acordo com as especialidades requisitadas, materiais básicos, etc. E que sejam atendidos da forma desejada, a ideal, baseada na eficiência médica e estrutural que qualquer unidade hospitalar do SUS precisa oferecer à população”.

Saad recordou ter sido membro da diretoria do Hospital Santa Helena (que atende pelo SUS) durante 25, período em que tentou implantar um atendimento satisfatório naquela unidade. O desenvolvimento da CPI – prognosticou – “irá levantar a causa das falhas que tanto incomodam a população. E o objetivo é de que sejam sanadas integralmente, para que não aconteçam mais e o povo não padeça. Sabemos o quanto é difícil levar uma CPI adiante, sem nenhum empecilho. Isso requer paciência, ética, persistência. A primeira pessoa que deve ser chamada para prestar informações é o responsável pelo setor. Mas existem critérios específicos nesse sentido, legais. Nada de agir intempestivamente, sempre pautados na ética, adotando-se muito cuidado para não deturpar o real sentido da CPI. Seriedade é a tônica das ações dos membros de uma CPI”.

João Carlos de Queiroz/Secretaria de Comunicação Social


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
10/07 - CPI finaliza seus trabalhos e pede abertura de Comissão Processante
10/07 - Vereador Luis Claudio pede CPI da Regulação para apurar atendimento e falta de leitos em Cuiabá
10/07 - Novo teste: Misael Galvão não contraiu novo Coronavírus
09/07 - Exame sorológico atesta presença de anticorpos contra Covid em vereador de Cuiabá
09/07 - Com suspeita de Covid-19, Saad entra em isolamento domiciliar
09/07 - Projeto criado para mulheres desenvolve trabalhos para superar a crise da pandemia
09/07 - CPI entra na reta final relatório será entregue na 6ª-feira
08/07 - Primeiro relatório da CPI da Semob mostra que empresa Rodando Legal não cumpre contrato firmado com a prefeitura
08/07 - Câmara de Cuiabá decreta luto oficial de três dias pela morte do pastor Sebastião Rodrigues de Souza
08/07 - Nota pesar do presidente Misael Galvão ao pastor Sebastião Rodrigues de Souza
07/07 - Prefeito atende reivindicação de Orivaldo da Farmácia e lança pavimentação no Jardim Industriário II e Nova Esperança III
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.