Início
NOTÍCIAS
24/04/2017
Sargento Joelson pede que escolas alertem sobre Desafio da Baleia Azul
Ednei Rosa - Secom CâmaraCbá
Vereador Sargento Joelson
A polícia de Mato Grosso já investiga 12 casos suspeitos de adolescentes envolvidos no Desafio da Baleia Azul, uma espécie de jogo virtual que exige do participante o cumprimento de tarefas que incluem tirar a própria vida. Preocupado, o vereador Sargento Joelson (PSC) apresentou indicação apontando a necessidades de as escolas municipais alertarem os pais sobre o referido jogo.

“Precisamos ficar atentos, vigilantes. E a escola pode contribuir com isto”, observou o vereador na última sessão plenária da Câmara Municipal de Cuiabá, oportunidade em que solicitou o envio de expediente ao prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) para que a Secretaria Municipal de Educação adote medidas preventivas emergenciais.
Sargento Joelson citou a postura da Missão Salesiana, que encaminhou carta orientativa aos pais de todas as unidades do País explicando sobre como funciona o desafio e também citando orientações de especialistas.

A preocupação do vereador vem de encontro ao Plano Municipal de Segurança, um projeto de lei de sua autoria e que propõe ao município assumir responsabilidades na prevenção à violência.

“O município tem, sim, responsabilidade com a segurança da sua população e pode colocar em prática ações preventivas, a exemplo desta orientação aos pais quanto aos risos do Desafio da Baleia Azul”, pontua o vereador.

‘Baleia Azul’
Apontado como um jogo que teve origem na Rússia, o ‘Baleia Azul’ tem um curador ou moderador que distribui os desafios a partir de um grupo secreto onde os contatos são iniciados pelo Facebook. Entre os desafios estão provas mórbidas que de certa forma preparam os participantes para o suicídio.

São desafios típicos, por exemplo: escrever frases e fazer desenhos com lâminas na palma da mão e nos braços, assistir a filmes de terror de madrugada, subir no alto de um telhado ou edifício, escutar músicas depressivas, mutilar partes do corpo - como os lábios, ficar doente, ir a uma estrada de ferro de madrugada, receber e aceitar uma data para a sua morte e cumprir essa missão.

A Missão Salesiana, em carta aos pais, explica que especialistas apontam três eixos principais que devem ser trabalhados para evitar que mais jovens se envolvam com o jogo e acabam se machucando: a atenção, o acolhimento e a busca por ajuda.

No âmbito da atenção, os participantes apresentam mudanças de comportamento às quais pais, professores e todos aqueles que convivem com esses jovens devem ficar atentos, como isolamentos e se manter acordado durante a madrugada. 

Os pais devem ficar atentos ao uso da internet feito pelos filhos, buscando formas de acompanhar que tipo de filme eles estão assistindo, com quem conversam e por quais sites navegam.

Para isso, porém, é preciso adotar uma postura acolhedora e evitar um comportamento mais coercitivo: conversa franca sobre as questões da vida do adolescente e os perigos dos desafios propostos é vista como a melhor forma de evitar que os jovens se envolvam com o jogo. 
É preciso ainda se mostrar disponível para dar apoio e levar a quem possa oferecer ajuda profissional ao adolescente, se necessário. 

13 ReasonsWhy
Além do jogo, o seriado do Netflix “13 ReasonsWhy”, que conta a história de uma adolescente que comete suicídio e deixa uma série de fitas explicando seus motivos, também gera preocupação de especialistas e autoridades.
Apesar de o debate levantado acerca do bullying, da depressão e suicídio ser considerado positivo, principalmente porque acarretou num aumento de 170% nos acessos ao Centro de Valorização da Vida (CVV), especialistas dizem que o seriado falha ao não abordar todos os temas da forma como deveria. 
Seria preciso falar sobre o adoecimento mental da personagem, não dar a impressão de que a busca por ajuda é inútil e evitar associar o suicídio à vingança e à culpabilização. Nesse caso, porém, a orientação é de que os pais assistam à série com os filhos, conversando sobre os temas abordados.




Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
03/12 - CPI dos Medicamentos recebe novos documentos e adia leitura do relatório final
03/12 - Voluntários são homenageados em Sessão Solene
03/12 - Câmara realiza Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência
03/12 - PL que beneficia pessoas com deficiência é aprovado e encaminhado ao Executivo
02/12 - Comissão debate sobre projeto de regularização fundiária
02/12 - Câmara aprova pareceres de projeto que cria política de combate a incêndios
02/12 - Câmara aprova projetos, requerimentos e pareceres na sessão desta quinta
02/12 - ADIADA - CPI entrega relatório final
02/12 - Vereador sugere a construção de um Memorial em homenagem às vítimas da covid-19
02/12 - Maria Avalone apresenta retrospectiva das conquistas como vereadora em cinco meses de mandato
02/12 - Vereadora pede convocação de secretária de saúde para explicar paralisação do hospital São Benedito
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.