Início
NOTÍCIAS
21/11/2013
Oséas Machado aplaude projeto que susta decisão do CNJ sobre casamento gay
Walter Machado
União entre pessoas do mesmo sexo é uma aberração sob todos os pontos de vista - afirma Oséas
Ao se pronunciar hoje (21-11) na tribuna do Parlamento da capital, o vereador Oséas Machado, PSC, externou estar feliz pelo fato de a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, presidida pelo deputado Marco Feliciano (PSC/SP), ter aprovado ontem duas propostas polêmicas sobre união homoafetiva."Nós sabemos que casamento entre pessoas do mesmo sexo caracteriza uma aberração. A maioria do povo brasileiro não concorda com isso".
 
Uma das propostas, explicou, de autoria do deputado Arolde de Oliveira, PSD/RJ, susta os efeitos de resolução do CNJ - Conselho Nacional de Justiça, que proíbe cartórios de negar pedidos de casamento entre pessoas do mesmo sexo. O outro projeto, votado pelo colegiado, prevê a convocação de um plebiscito com a seguinte pergunta: "Você é a favor ou contra a união civil entre pessoas do mesmo sexo?" Ambos os textos ainda precisam passar pela Comissão de Constituição e Justiça e o plenário antes de seguirem para o Senado. Mas Oséas já considera que foi um passo amplamente vitorioso:
 
"Sempre me posicionei contra. Casamento é constitucional e tem a bênção de Deus quando acontece entre um homem e uma mulher, não entre dois homens e/ou duas mulheres. Os dois últimos exemplos ferem os princípios divinos e humanos. Apegar-se a Deus é livrar-se de se incluir em situações semelhantes. É ter um direcionamento correto".
 
Oséas também falou sobre o dia 20 de novembro, da Consciência Negra, e protocolou requerimento para concessão de Moção de Aplausos na Câmara de Cuiabá às lideranças do Movimento Negro local . Lamentou que a raça esteja ainda sob injusto foco discriminatório em setores distintos da sociedade. "Nossos irmãos negros têm sido alvos de assassinatos, de covardias imensas. Não podemos admitir que isso continue a suceder. É um crime contra eles e contra a humanidade inteira, contra o próprio Deus, Pai de todos nós".
 
Num aparte, o vereador Arilson da Silva, PT, informou que a raça negra é discriminada abertamente pela sociedade. Ele citou a importante luta de Zumbi dos Palmares em defesa dos negros. "Mais de 50% da população brasileira não é branca. No universo bancário, somente 19% atuam profissionalmente, com maioria do sexo feminino. É difícil encontrarmos um gerente negro. A discriminação é tanta que os negros chegam a ganhar 84% menos que os brancos".
 
O vereador Juca do Guaraná, PT do B, estendeu parabéns à iniciativa do colega Oséas Machado em conceder Moção de Aplausos às lideranças negras que têm comandado sucessivas batalhas para que as discriminações a campo sejam neutralizadas gradualmente. "Aos poucos, vereador, vamos quebrar todos os paradigmas. Pois aos negros foram assegurados todos os direitos, menos o de conquistá-los".
 
No final do pronunciamento, Oséas Machado destacou a luta dos agricultores familiares para produzir com maior qualidade e quantidade. "O Cinturão Verde, do Pedra 90, é exemplo permanente disso. Os pequenos produtores dão ao máximo de si para suprir as demandas registradas no setor de hortifrutigranjeiros, piscicultura, etc. Falta a eles uma estrutura de incentivo. São batalhadores do campo, a meu ver".

João Carlos Queiroz Secom/Câmara
 

 


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
13/11 - ARTIGO - O mais democrático dos Poderes
13/11 - Vereador Renivaldo Nascimento destina Emenda Impositiva a PSF e reforma é realidade
13/11 - Vereadores vistoriam novo Hospital e Pronto Socorro da Capital
13/11 - Vereadores apresentam requerimentos solicitando informações do Executivo Municipal
13/11 - Estudantes defendem processo seletivo para estagiários na Câmara
13/11 - Juca apresenta projeto visando preservação dos rios da baixada cuiabana
12/11 - Emenda impositiva de Misael garante centro odontológico no PSF do bairro Despraiado
12/11 - Bussiki apresenta emendas contra aumento de salário de prefeito
11/11 - Diego Guimarães abre mão de auxilio doença oferecido pela Câmara de Cuiabá
11/11 - Misael apresenta projeto de lei que dispõe sobre o atendimento preferencial aos contadores
11/11 - Comissão de Saúde e vereadores cobram explicações da Prefeitura sobre novo HMC e São Benedito
08/11 - Vereador Lilo faz audiência pública para socorrer Centro Histórico
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.