Início
NOTÍCIAS
02/10/2013
Vereador Clovito se emociona ao falar de sua luta no PTB e saída do partido
Otmar Oliveira
Clovito deixa claro que foi traído pelos seus companheiros de partido
Na sessão plenária de ontem (01-10), os vereadores ouviram o colega Clovito Hugueney, PTB, discorrer de forma tranquila, amena, contrária ao costumeiro tom de voz desafiador, sobre sua saída da sigla petebista. "Estou muito triste com tudo isso. Nem tudo que a gente ama, reluz... Porém, já se diz: "Atrás de morro tem morro. Estou saindo do PTB depois de 32 anos de militância. Irei para um lugar a fim de ter liberdade. Pois jogo limpo. Jogo na cara, falo o que penso, sem medo de cara feia".

Sem citar nomes, o vereador Clovito denunciou que foi traído dentro das trincheiras do partido por não comungar com o pensamento de algumas lideranças. "São os falsos amigos, aqueles que dão tapinhas em suas costas e, de repente, cravam um punhal à menor distração. Coisa traiçoeira, mesmo, repugnante. Fui enquadrado pelo PTB por não compor com suas ideias atuais. Não sei se eles (colegas partidários) estão certos, e assim preferi não endossar tais posturas, sendo punido por isso".

Por tudo que construiu no PTB e pelas incontáveis ações conjuntas das quais participou com seus partidários, é que ele se sente muito triste ao se desligar do partido. "Que eles {opositores} sigam suas ideias, convicções, pois eu continuarei seguindo as minhas. Sou homem para gritar nesta Casa de Leis e minha voz aparecer sozinha. Que meus antigos partidários sigam seus caminhos, vou seguir o meu".

Ao encerrar o pronunciamento, ele enfatizou que seu espaço no PTB/MT, construído à custa de muito suor, efetivamente foi extinto após suas posições não serem acatadas, porém confrontadas de forma truculenta pelos que julgava confiáveis e adeptos da mesma linha de pensamento. "Acabou aqui meu espaço no PTB/MT, aquele idealismo de lutas por uma agremiação que tanto prezava como a máxima mentora política da Justiça. Principalmente em favor da classe trabalhadora. Resta-me simplesmente ir embora à procura de nova acomodação, compatível com meu jeito de pensar, de ver as coisas que acontecem por aí. Deixo aos novatos que entraram a missão de apagar a luz".



João Carlos Queiroz SECOM/Câmara



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
27/02 - Vereadores aprovam requerimentos para realização de sessões solenes
27/02 - Câmara de Cuiabá inaugura revitalização do Arquivo Geral Vereador Clóvis Hugueney Neto
27/02 - Sala da Mulher discute programação para março mês das mulheres
27/02 - Lei do Silêncio será tema de audiência pública na Câmara de Cuiabá
27/02 - Mesa Diretora realiza sessão solene em homenagem as servidoras da Câmara
27/02 - Vereador Luís Claudio divulga folheto com dicas de segurança para o carnaval
22/02 - Nota de Pesar |Hermenegilda Siqueira Silva
21/02 - Arquivo Geral receberá nome do Vereador Clóvis Hugueney
21/02 - ONG faz do apito arma contra importunação sexual no Carnaval
21/02 - Vereador Renivaldo Nascimento realiza atendimentos externos
21/02 - Dr. Xavier: "Nova ponte do Taquaral {Terra Vermelha} é conquista nossa em prol dos produtores familiares"
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.